Governo do Ceará lança edital para seleção de profissionais em cirurgias ortopédicas

O governador do Ceará, Elmano de Freitas, anunciou, nesta quarta-feira, 13 de março, a abertura de um edital para o credenciamento de médicos interessados em realizar cirurgias ortopédicas eletivas. Procedimentos serão de média e alta complexidade em ortopedia, traumatologia e anestesiologia. O objetivo é impulsionar o Programa Estadual de Redução de Filas de Cirurgias Eletivas.

Estima-se que, com o credenciamento, aproximadamente 8.700 cirurgias poderão ser realizadas. O governador reiterou o compromisso do estado em reduzir as filas de procedimentos eletivos, ressaltando a destinação de cerca de R$ 20 milhões para esse fim. Elmano de Freitas convocou os médicos ortopedistas e anestesiologistas a participarem do processo, destacando que o pagamento será destinado apenas aos serviços, com todos os insumos e equipamentos fornecidos pelo estado.

Na live, Elmano de Freitas leu e respondeu perguntas dos cearenses. A primeira delas foi feita por Alfredo Nogueira, que questionou sobre o recebimento dos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

O governador disse que a partir de sexta-feira, 15, a lista será divulgada no site da Secretaria da Educação (Seduc). “Teremos o pagamento de precatórios de maneira justa e merecida aos professores e professoras da rede estadual. São R$ 640 milhões que vamos depositar na conta de mais de 50 mil profissionais. Tenho muito orgulho de fazer isso pelo reconhecimento ao trabalho do querido magistério”, complementou

 

Fila de cirurgias ortopédicas no Ceará

O Programa Estadual de Redução de Filas já contemplou cerca de 80 mil cirurgias eletivas em todo o Ceará, sendo mais de 14 mil apenas em 2024, como registrado no painel do IntegraSUS. Diversos tipos de estabelecimentos de saúde, incluindo clínicas, hospitais-polo e municipais, se inscreveram por meio de chamamento público. As especialidades contempladas abrangem oftalmologia, otorrinolaringologia, cirurgia geral, ginecologia, urologia, neurologia e outras.

Além disso, o governador anunciou que o Hospital Regional do Sertão Central, em Quixeramobim, em breve estará habilitado para realizar procedimentos em traumatologia.

Click aqui para seguir o Canal Folha do Vale no Whatsapp

Os profissionais serão selecionados conforme a necessidade de cada região de saúde. No primeiro edital do programa, o foco eram as unidades hospitalares, agora são os profissionais com registro de pessoa jurídica. Vale ressaltar que cirurgias eletivas são aquelas programadas, não consideradas urgentes.

 

Siga-nos no INSTAGRAM

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *