Ceará teve 246 prisões e apreende 53 armas de fogo entre os dias 8 e 11 de fevereiro

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) prendeu no final de semana, entre a 0h de sexta-feira, 8, e às 6h de segunda-feira, 11, 246 pessoas suspeitas de crimes e retirou de circulação 53 armas de fogo ilegais.

Click aqui para seguir o Canal Folha do Vale no Whatsapp

Entre as prisões, está a captura de dois homens, de 30 e 21 anos, suspeitos de envolvimento em roubos, no bairro Jangurussu – Área Integrada de Segurança 3 (AIS 3) de Fortaleza. A abordagem feita na sexta-feira por uma câmera do Núcleo de Videomonitoramento (Nuvid), pertencente à Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), foi feita pelo Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE).

A dupla estava trafegando em uma motocicleta sem o uso dos capacetes. Um homem, de 30 anos, com antecedentes criminais por receptação e crime ambiental, e outro homem, de 21 anos, foram capturados pela equipe. Com os suspeitos, foram apreendidas uma arma de fogo e duas munições. Além da motocicleta utilizada por eles e de três aparelhos celulares que teriam sido roubados. Os suspeitos e todo o material apreendido foram encaminhados até o 13º Distrito Policial (13º DP), unidade da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), onde foram autuados em flagrante por roubo majorado. Os indivíduos já estão à disposição da Justiça. Os materiais apreendidos serão restituídos aos proprietários.

Já na noite do domingo, o BPRE prendeu um homem de 23 anos em Caucaia (AIS 11) com uma arma de fogo municiada. No momento da abordagem, o indivíduo suspeito levava o armamento em uma motocicleta. A ação ocorreu durante um patrulhamento preventivo no bairro Icaraí. A equipe policial abordou o suspeito, que trafegava na motocicleta em alta velocidade. Durante a busca pessoal, os policiais encontraram o material ilícito. O homem foi conduzido para a Delegacia Metropolitana de Caucaia e autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Ele está à disposição da Justiça.

As ações fazem parte do policiamento ostensivo geral e das tropas especializadas da Polícia Militar. Atualmente, são realizadas “Ações de Reforço de Policiamento Ostensivo”, “Sinergia Total”, “Expediente Operacional” e “Dueto da Paz”.

 

Sensação de segurança

As armas apreendidas, bem como a prisão dos infratores, evitam que ações criminosas, como os crimes Violentos Contra Patrimônio (CVPs) ou Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), ocorram e, por consequência, também aumentam a sensação de segurança por todo o território estadual.

O resultado é uma resposta direta das ações ininterruptas da PMCE, seja por meio do policiamento ostensivo geral (POG) e das tropas especializadas, ou das operações realizadas constantemente, como Ações de Reforço de Policiamento Ostensivo (Arpo), Sinergia Total, Expediente Operacional, Dueto da Paz, ou ações integradas dos demais órgãos que compõem a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

 

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser encaminhadas ainda para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, pelo qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Siga-nos no INSTAGRAM

 

Fonte: Governo do Estado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *