Dezembro Vermelho: casos de sífilis e de HIV/aids aumentam entre homens jovens no Brasil

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) alerta para o aumento nos casos de HIV/aids entre homens de 15 a 29 anos, contrariando a tendência de queda nacional. Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2021, o índice atingiu 53,3% dos infectados na faixa etária de 25 a 29 anos.

A campanha Dezembro Vermelho, iniciada nesta sexta-feira, 1º de dezembro, destaca a importância da prevenção contra o vírus HIV/aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), ressaltando que, se não tratadas, essas infecções podem causar danos nos órgãos genitais, infertilidade, doenças neurológicas e cardiovasculares, além de câncer, como o de útero e pênis.

A vacinação contra o HPV, oferecida pelo SUS para meninos e meninas de 9 a 14 anos, apresenta desafios. A cobertura da segunda dose entre os meninos é de apenas 27,7%, enquanto entre as meninas, embora maior (54,3%), ainda está longe dos 95% recomendados pelo Ministério da Saúde.

As ISTs, causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos, incluem herpes genital, sífilis, HPV, HIV/aids, cancro mole, hepatites B e C, gonorreia, clamídia, doença inflamatória pélvica, linfogranuloma venéreo e tricomoníase.

A SBU destaca que, em estágios iniciais, algumas ISTs podem ser silenciosas, atrasando o tratamento e agravando complicações como infertilidade, câncer e morte. Sintomas comuns incluem feridas, corrimento, verrugas, dor pélvica, ardência ao urinar e aumento de ínguas. O uso do preservativo e a vacinação contra ISTs, como HPV e hepatite, são enfatizados como as melhores formas de prevenção.

Dados do Boletim Epidemiológico de HIV/Aids 2022 do Ministério da Saúde apontam que o número de infectados vem caindo, mas isso não vale em todos os públicos: há aumento entre os homens de 15 a 29 anos. Somente em 2021, foram contabilizadas 28.967 infecções pelo vírus em pessoas com idade entre 15 e 39 anos, sendo 22.699 entre os homens e 6.268 entre as mulheres.

Siga-nos no INSTAGRAM

 

 

Fonte: Gcmais e Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *